Na base da insistência

Dois quadrinhos para registrar

Numa das recorrentes noites de pessimismo me deparei com a seguinte frase: “nada existe tão alto que o homem, com força de vontade, não possa apoiar a sua escada” (Friedrich Schiller). Acho que o maior mal que pode cair sobre um quadrinista é a falta de confiança. Longe do elogio ao otimismo burro, falo da distância entre querer e o fazer. Não há mágica, ou truque para facilitar o caminho. Só há um caminho: fazer sempre. Parece símples, mas é uma tática muito poderosa. Um quadrinista iniciante deve ter em mente somente essa máxima, zelando por cumprí-la sem exceção. Pode-se estabelecer metas de horas diárias, ou por produção (prefiro essa). Só assim se adquire confiança e qualidade. Só há uma forma de se produzir: sempre.

2 Comments

  1. paulo nazareno
    9 de julho de 2009

    Rapaz, eu costumava visitar tuas impressões desde (de) quando se chamava “Inteligível”. Depois perdi o link, até um dia desses que reencontrei – putz, tão simples, o próprio nome do autor. Pelo que vejo, nunca esteve tão dedicado à arte sequencial. Essa parte do site (as outras também) é muito boa para quem gosta e tem aspirações em HQ. Linkado de novo. Um abraço.

    tenho “isto não é uma revista de terror” em casa. (:

  2. Leonardo Pascoal
    9 de julho de 2009

    Salve, Paulo! Acabei “perdendo” o domínio inteligivel.com para o servidor onde havia registrado (há muito picareta nesses serviços de internet). Muito bom receber sua visita e saber que tem gente acompanhando meu trabalho. Muito obrigado e volte sempre que puder! (Legal seu blog, vou guardar aqui nos meus links).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *