Antes de desenhar

Fazendo uma página

(1) Tendo o roteiro em mãos, vou fazendo pequenos rascunhos das páginas (seria uma espécie de decoupagem da história, onde me preocupo com a distribuição do texto, número de quadrinhos por página e seus tamanhos, espaço para cenas importantes, mas sem me preocupar com o desenho em si). (2) Agora é a vez de cuidar do fluxo narrativo: o melhor lugar para cada elemento dentro do quadrinho, de modo a criar uma boa leitura, uso apenas pequenas manchas para representar personagens, cenários e palavras. (3) Faço uma série de estudos e desenhos de observação. (4) Tendo certeza do que vou desenhar e onde, é hora de pegar uma folha de canson e começar a desenhar a página de verdade.

Os primeiros rascunhos são bem toscos

Essa é a forma como tenho trabalhado. Já tentei resumir essas etapas a um símples thumbnail (como trabalham os Gêmeos), mas o resultado não ficou legal. Prefiro desmembrar o processo em três etapas mais soltas. Assim consigo pensar melhor a página. Acho que você deveria fazer o mesmo: não aceite uma método como um dogma, procure o jeito “errado” de fazer que funciona pra você.

1 Comment

  1. frederico oliveira
    25 de junho de 2009

    é. cada um tem um jeito particular de criação. apenas fazendo, encontramos o que é mais apropriado. bom trabalho… estou curioso para ver o resultado final.
    abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *