Por que você lê?

Ou, por que você escreve? Pensando no assunto, cheguei a quatro motivos fortes: expressão, entretenimento, afirmação e aprendizado.

Escreve por expressão aquele que faz arte, que faz auto-biografia e coloca si próprio como objeto de estudo e análise da sua obra. O leitor, neste caso, é expectador de uma verdade individual, ele quer conhecer aquela forma específica de ver o mundo e, talvez, se ver refletido. A obra fruto da pura expressão não quer agradar, e às vezes nem quer mesmo ser compreendida. Ela tem um fim em si mesma.

Obras que se prestam ao entretenimento também podem expressar o íntimo de seus autores. Mas esse não é o objetivo primeiro: quer-se antes causar no leitor uma sensação. O deleite, o susto ou empolgação do leitor é a finalidade. Neste caso, o artista não se expressa, ele comunica-se e faz de tudo para ser entendido.

Afirmação. Qual o sentido da vida se a morte é o fim inevitável? Todo ser humano busca a resposta para essa pergunta. Há autores que se dedicam a esse tema, assim como leitores buscam respostas lendo e refletindo sobre seus escritos. Aqui entra os artefatos religiosos, de auto-ajuda e filosóficos.

Temos sonhos e queremos realizá-los. Para tanto, há obras que procuram ensinar coisas que nos auxiliam nessa busca. O objetivo claro dos autores e leitores é um só: construir conhecimento.

O que você quer ler? O que você quer escrever? Já pensei que queria apenas me expressar, mas hoje estou mais tentado a dizer que quero me comunicar.

1 Comment

  1. Nathalia
    13 de setembro de 2009

    Pretendo só me expressar quando escrevo. Acho que comunicar já seria um ponto a mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *