Quadrinhos independentes

Fábio Zimbres: “Não desprezo o mercado, mas não faço dos quadrinhos o meu ganha-pão. Trabalho como designer gráfico e gosto de ter a liberdade de poder fazer o que eu quero, como eu quero, no tempo que dá. Minha indepedência eu chamo de liberdade.” (Gibizada)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *