Stop e play: novos rumos

Vou dar um stop definitivo nas tiras. Acho que tenho desenhado tiras de humor não por gosto (e não com o devido empenho e dedicação), mas sim porque é algo que bem ou mal consigo fazer. Uma espécie de fulga, como aquele jogador que gostaria de ser atacante, mas se contenta em ser zagueiro porque aparentemente seria mais fácil. Sei que foram frustradas as minhas tentativas anteriores de fazer histórias maiores. Sei que não é um caminho rápido, fácil ou mais recompensador. Eu sei. Mas acho que o que realmente quero é colocar algumas idéias de histórias no papel, fagulhas que tenho há anos, mas que não cabem em três quadrinhos com uma punchline ao fim. Essas histórias demandam um esforço tremendo. Mas acho que será uma luta melhor se eu enfrentar essas dificuldades que passar meus anos fugindo. Existem cursos, tutoriais e papel para rascunho eu consigo de graça no meu trabalho. Basta insistir, ter cabeça dura e focar naquilo que dá um frio bom na espinha. Play!

3 Comments

  1. Cesar Filho
    20 de novembro de 2011

    Espero que dê o play em breve. 🙂

  2. Osni Winkelmann
    22 de novembro de 2011

    Força de vontade e clareza, o importante é descobrir o que se quer fazer ou, para começar, o que não se quer. Saber o que outros fizeram ou o que fez sucesso não nos ajuda e muito frequentemente nos atrapalha, nos esconde de nós mesmos.

  3. Leonardo Pascoal
    22 de novembro de 2011

    Pior que podemos passar a vida toda nos escondendo. Saber o que realmente importa pra gente é muito difícil. É extremamente difícil. Eu ainda não sei. Mas tenho algumas pistas. Muito obrigado pela visita! =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *