Descartando idéias

Gostaria de escrever um post dizendo que terminei o roteiro e que começo na próxima semana a desenhar meu livrinho. Mas realidade não é bem essa. A história estava com alguns problemas, sobretudo no meio (creio que começar e terminar não seja um problema, mas como desenvolver esse início para chegar a uma conclusão sim). Tive que me desapegar de certas premissas da história que a primeira vista eram interessantes, mas que agora só estavam atrapalhando. Por isso estou reescrevendo todo o roteiro. Fiz a seguinte pergunta: qual tipo de história quero contar? Com a resposta em mãos, fiz mais uma pergunta: o que devo cortar e mudar para contar essa história? Com isso, cheguei a um plot simples. Uma estrutura clássica de histórias de detetive que funcionaria bem para mostrar aquele mundo e aqueles personagens. A partir daí as idéias começaram a se encaixar de forma mais natural. Alguns personagens desapareceram, outros precisavam mudar. Desapego. Essa é uma boa palavra, e um bom conceito a ser usado quando se escreve um roteiro. Acho que agora vai!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *