Amazon e o mercado de livros

Se eu fosse dono de editora estaria com medo do futuro. O Kindle Direct Publishing acaba com o intermediário entre autor e leitor. Claro que há muitas variáveis para o sucesso ou não de um livro. Mas acho que podemos estar caminhando para um mercado editorial semelhante ao da música. E o formato impresso? No mercado americano, a Amazon já possui um sistema de impressão por demanda que, creio, pode chegar ao Brasil. Já no mercado nacional há a algum tempo a Bookess que, atualmente, integrou seu catálogo a loja digital da empresa norte americana.

2 Comments

  1. Elton Felix
    19 de junho de 2013

    Tenho visto que cada vez mais minha vontade é ter filmes, jogos, quadrinhos, músicas e quadrinhos em versão digital. É muito cômodo e organizado, sem contar que para o autor há a vantagem de se auto publicar. No Brasil ainda existe muita resistência quanto à leitura digital, mas este é um caminho que acredito que vá crescer. E impressão por demanda já existe por nossas terras, o site http://www.clubedeautores.com.br/, faz isso. O Fernando Russel, o Tucano do Nerdcast, já vendeu seu conto Sitala por lá.

  2. Leonardo Pascoal
    19 de junho de 2013

    Acho que é a tendência natural aumentar o consumo de livros digitais. Depois que comprei um Nook, reduzi bastante o número de livros impressos que compro. Como você disse, é mais cômodo organizar e guardar. Muito legal o site do Clube de Autores, vou colocar ele na minha listinha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *