Será?

Será? Roteiro pronto. Thumbs prontos (aprendi que, quanto menor e com menos detalhes, melhor). Primeira página à lápis pronta. Abandonei os requadros, estou fazendo cada quadrinho ‘voando’ pelo papel, às vezes em folhas diferentes os quadrinhos que compõe a página. Não que esse seja um método para a posteridade e definitivo, mas foi um modo de vencer o bloqueio, e talvez o medo de errar. Dessa forma, se erro, não tem problema, uso outro pedaço de papel para fazer aquele quadrinho. Será que agora vai?

Simplificando

Uma ideia que pode deixar as coisas mais simples: vou separar um horário específico para fazer roteiros e outro só para desenhar. Isso simplifica um pouco a eterna escolha de ‘qual projeto’ se dedicar no momento. Vou desenhando (ou tentando desenhar) aquelas histórias que já estão prontas. Ao mesmo tempo, vou escrevendo outros projetos, de forma mais espaçada, mas sem precisar terminar logo para poder desenhar. Pode dar certo.