Tutoriais

Algo que estou descombrindo só agora é que copiar é bom. Não digo plágiar. Digo pegar aquilo que você gosta e reproduzir para entender como foi feito.

Se não me falha a memória, acho que foi Cartier-Breson (grande fotógrafo) que no final da vida abandonou a lente para fazer desenhos de observação, segundo ele copiar a realidade o fazia entendê-la (uma das poucas coisas que lembro da aula de fotografia na faculdade).

Outra boa forma de aprender é com tutoriais. Semana passada dei uma busca no Deviantart e encontrei muita coisa legal. Aos poucos estou melhorando meu desenho de figura humana.

Nos próximos dias quero reproduzir algumas páginas de bons quadrinhos como treino.

Quer publicar?

Bookess é um serviço que publica livros no formato digital e impressos sob demanda. É um site com boa apresentação e que não faz qualquer tipo de “seleção subjetiva” do que será publicado, ou seja, sem nenhum editor ditando o que será lançado ou não. Acabou o nhe-nhe-nhen: todos podem ter seu material publicado, basta tirar a bunda do sofá e produzir. Se será lido ou se dará dinheiro é outra história, mas suspeito que a resposta para as duas questões é a mesma de sempre: “se for bom, vende!”

Leitores financiando HQs

Conheci há pouco tempo a Fairplace, site que intermedia o empréstimo de dinheiro entre pessoas físicas (com ressalva a questões jurídicas e riscos envolvidos, é uma forma de obter empréstimos a juros mais baratos ou investir com taxas maiores que as das aplicações convencionais). Agora tomo conhecimento da Sandawe, que é uma proposta similar: os leitores (ou investidores) selecionam projetos que acreditam serem interessantes e aplicam uma pequena quantia de dinheiro que irá financiar a produção da obra. Para quem, assim como eu, não vê com bons olhos o financiomento público dos quadrinhos (geralmente castrante e que resulta em obras chapa branca) fica aí uma segunda via.