Teshouko na Hqmix

O Crime do Teishouko Preto
O Crime do Teishouko Preto 

Dei meu máximo e, por isso, foi uma boa experiência. O evento teve uma boa recepção do público, apesar de aparecer algumas pessoas perdidas, como uma distinta senhora perguntando se poderia usar o computador para abrir um disquete (alguém ainda usa disquete?). Espero que me chamem para o próximo!

Sábado na Hqmix

O evento faz parte da Virada Cultural de São Paulo
O evento faz parte da Virada Cultural de São Paulo

Ao fazer uma história grande, lidamos com personagens, estruturas e temas de forma mais profunda e intensa. Fui convidado para participar de uma experiência interessante: na livraria Hqmix (pça Roosevelt, 142 – sp/sp), sexta (25/04) a domingo (27/04), 60 quadrinistas farão uma única hq varando madrugada, cada qual tendo que dar continuidade ao que foi feito anteriormente. Fazíamos algo parecido quando tinha 17, mas naquela época dávamos o nome de “quadrinho um, quadrinho outro”. Será um bom treino, pois constrasta o que tenho feito ultimamente. Deve ser divertido também. Como trabalho melhor pela manhã, escolhi o horário das 9h00 no sábado. Nos vemos lá! (Acabo de ver que o Fábio Moon fez um post bem legal explicando o evento, com imagens e horários: dê uma olhada no blog dos Gêmeos, olha lá!)

Personagens

Acabei de definir as linhas gerais dos personagens para minha trama. Alguns são mais complexos, possuem passado, desejos e obstáculos. Já outros, são definidos por curtas frases-conceitos e uma mísera fotografia. Mas, creio eu, o importante não é “definir” o personagem, é sim saber que tipo de pessoa ele é, crer nele como um ser que existe. Depois é só jogar sua cria mundo afora. Mais uma etapa cumprida. Vamos ao texto propriamente dito. Até lá!

Roteiro

Novo roteiro: filmes pornôs e conflitos íntimos
Novo roteiro: filmes pornôs e conflitos íntimos

Dizem que o pensamento humano não é linear, está aí a prova. Os rabiscos acima são a síntese do último mês de trabalho. Trata-se da espinha dorsal de uma história que, por hora, não tem nome, mas já existe. Nesses 30 dias, quase não desenhei: li bastante, pesquisei as temáticas que gostaria de abordar, vasculhei minha memória (matéria-prima vital a tudo que nos motiva) e estudei a fundo o processo de elaboração de um enredo. Também briguei. Briguei muito até chegar a um argumento consistente e bem estruturado. Etapa cumprida, agora é só lapidar os personagens. Até lá!

Eventos

Gosto do virtual, mas gosto mais ainda do “carne e osso”. Amanhã (26/04) tem o lançamento de um novo álbum dos Gêmeos: O Alienista. Vou lá pegar meu exemplar.

Na sexta (27), vou sair do meu casulo pra falar sobre Internet no Planeta Tela. No sábado, repeteco num evento na Uninove. Se você estiver por São Paulo, dá um pulo lá pra gente trocar umas idéias. Mais informações no site da Loser Graphics.

10 páginas

Estou trabalhando numa história curta de 10 páginas. Putz! Desde os tempos do Kisama (estou devendo a vocês colocar um pouco desse meu passado obscuro aqui!) não fazia algo tão “grande”. Triste constatação: a cada dia que passa, menos sei onde vai dar tudo isso.

História curta

Estou trabalhando numa história curta de 10 páginas. Putz! Desde os tempos do Kisama (estou devendo a vocês colocar um pouco desse meu passado obscuro aqui!) não fazia algo tão “grande”. Triste constatação: a cada dia que passa, menos sei onde vai dar tudo isso.

Substância

Ando meio fresco, isso por culpa do livrinho do tio Will Eisner (Narrativas Gráficas). Antes fazia histórias por fazer, porque é divertido. Mas agora tô querendo colocar nem que seja um piteco de “conteúdo” nas malditas. Acho que esse é o caminho certo da coisa: não basta ter um desenho bonitinho, uma HQ pode ser entreter e ensinar algo. Os grandes livros sempre tiveram uma grande idéia por trás: não busco grandes idéias, mas algo com substância é necessário.

Lendo algumas coisas pro meu trabalho de conclusão de curso, achei isso:
Filosofia das formigas, de Jim Rohn:
“Em dificuldade, nunca desista. Busque outro meio.”
“Pense no inverno durante o verão. Resista e trabalhe duro.”
“Pense no verão durante o inverno. Ele chegará.”