É bom estar vivo

Se tem uma banda que me deixa arrepiado quando ouço é o Placebo (o Pixies também, talvez o Smashing Pumpkins um pouco e o Alice in Chains em algumas músicas). Eles voltarão ao Brasil dentro de dois meses. É nessas horas que penso: é bom ainda estar vivo!

Cintiq, Costinha e Carnaval

Houve um imprevisto, tive que cancelar a compra do aparelhinho da Wacom (a Cintiq 12 wx). Depois de ler os comentários a respeito do aparelho, sobre como o trabalho passa a render, os benefícios para quem sente dores nas mãos (a caminho de uma L.E.R.) e a similaridade com o desenhar no papel, tinha decidido arriscar. Talvez, com uma Cintiq eu produziria mais, melhor e em menos tempo. Mas, por hora, vou mesmo continuar com o bom e velho pincel! (Abaixo um dos inúmeros vídeos do youtube demonstrando a bendita)

Por falar em youtube, lembrei desse vídeo:

E, para quem, assim como eu, “adora” carnaval:

Para terminar, mais um:

Jesus?


Houve um tempo em que eu não me preocupava com o que os outros quadrinistas conseguiam fazer. Também não era assolado pela ideia de fazer algo genial, uma graphic novel, ou qualquer tipo dessas frescuras que tem me consumido os neurônios nos últimos 2 anos. Eu apenas fazia uma tirinha para a internet, uma por vez, sem planejamento, sem compromisso. Eu queria somente me divertir e divertir meus amigos. Estou com saudades dessa minha vida passada (segue uma tira desse tempo, acho que essa é de 2007).