Exit Music

Exit Music

Guardo boas lembranças das bandas que toquei, mas confesso que fui um guitarrista (e baixista) medíocre. Não toco quase nada hoje em dia, mas não consigo viver sem a música. Essa HQ é mais ou menos sobre alguém que não consegue deixar de ser músico. Talvez como são os quadrinhos em minha vida.
Algumas ideias estão anotadas. Preciso torturá-las em busca da próxima história. Se der tudo certo, posto o resultado aqui. Até lá!

Hiato #2

Hiato #

As experiências empíricas de se fazer histórias em quadrinhos tem me mostrado que quanto mais quadrinhos em uma página, mais trabalhoso e demorado é o processo de desenho. O que isso tem relação com essa segunda página de ‘Hiato’? Pouco ou quase nada, pois essa página até que foi rápida de se fazer, só não a publiquei antes porque estava me torturando com uma página da próxima história com… 8 quadrinhos. Ah, sim! Por isso pensei na questão da quantidade de quadrinhos e tempo para desenhar. Tenho que lembrar bem disso. Bom, até a próxima história!

Hiato #1

Hiato#1

Por que algum alienígena sequestraria um humano? Por que não sequestrar um gato doméstico? Teriam eles alergia a pelos? Ou porque não seria possível transportar areia numa nave espacial? Essas questões me afligem.

Sobre a página: tentei pela primeira vez utilizar como referência para os cenários modelos 3d que fiz, tendo como base o quarto onde fica minha prancheta, e utilizando o software ‘Sweet Home 3d’. Gostei da liberdade de procurar novos ângulos e passear pelo ambiente. É uma boa alternativa a se utilizar de fotografias ou o próprio desenho de observação in loco, fica a dica!

Voltando aos poucos…

Esses últimos 16 meses foram conturbados. Mudança de trabalho, construção, pandemia… muitas mudanças que resultaram em uma rotina puxada e pouco ou nenhum tempo para desenhar.

Não temos o luxo de viver de quadrinhos. Então é normal, vez ou outra, sermos sequestrados pela vida mundana.

Continuei treinando paisagem com carvão vegetal (tenho postado aqui), mas quase nada fiz em quadrinhos.

Acredito que aos poucos a vida vai voltando ao normal. Vou poder voltar às leituras e aos projetos em quadrinhos que estavam sobrestados.

Feliz que a Café Espacial 17 foi indicada para o HQMix e ansioso para ter de volta minha rotina, igualmente exaustiva, porém, criativa.

Espero que todos estejam bem, vivos, usando máscaras e álcool em gel.

Até!